Monday, March 17, 2008

Artigo IV - Como empobrecer o Louvor da sua Igreja

Texto Base: Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; Ef. 5.19


Há algumas décadas atrás um tímido movimento musical nas igrejas evangélicas nascia. Novos ritmos aos poucos eram introduzidos aos cultos, a princípio nas celebrações jovens, e posteriormente nos cultos gerais envolvendo toda a congregação. Comedidamente, novos instrumentos, antes considerados profanos, foram aparecendo nas igrejas, destaque para os instrumentos de percussão como baterias, bongôs e tumbadoras.

O Futuro parecia promissor, ainda q com muita resistência por parte dos mais tradicionais o movimento cresceu e deu frutos. Os "cânticos" agora dominavam a liturgia da maioria das igrejas e o repertório é quase unificado.


...


Depois desta sucinta contextualização histórica cabe olhar com mais atenção ao nosso texto base.

O texto define três modalidades de louvor:

1 - Salmos
2 - Hinos
3 - Cânticos

Paulo nos ensina a louvar nas três modalidades nas nossas celebrações. Evidentemente ressaltando a importância dele ser feito no nosso coração.


A revolução musical empregada pela geração passada, entretanto só tratou de uma forma de louvor, os cânticos. Neste momento faz-se necessária uma breve explicação das três modalidades.


Cânticos: São músicas em ritmos populares. Possuem letra, harmonia e melodia fáceis de serem executadas, captadas e reproduzidas. Exigem muito pouco dos músicos.

Hinos: Ao contrário do q muitos pensam não são os hinos da harpa ou do cantor cristão, na verdade a maioria destes hinos poderiam ser enquadrados como cânticos no contexto histórico e cultural em q foram compostos, pois são na sua maioria simples e fáceis.

Os hinos podem ser separados didaticamente dos cânticos por serem mais complexos. Músicas com arranjos mais sofisticados e letras mais profundas, exigem uma certa perícia do músico para serem executadas apropriadamente.

Salmos: Salmos são obras de arte dedicadas ao Senhor. De extrema complexidade e de difícil execução. Suas letras são verdadeiro poemas dedicados a Deus. Trazem mensagens profundas. Hoje em dia poderiam ser considerados salmos as cantatas q mais parecem pequenas óperas...


Infelizmente no momento em q vivemos hj, os hinos, mais sofisticados, foram deixados de lado... sob a alegação de "não serem congregacionais". Dessa forma, ritmos q exigem um pouco mais dos músicos foram esquecidos, razão pela qual não vemos choro, jazz, Bossa Nova, samba, MPB, Salsa, etc. com tanta freqüencia nas igrejas.


Com relação aos salmos, muitas igrejas ainda mantém a tradição de execuções de cantatas com arranjos elaborados, encenações com grandes produções, recitação de poemas, etc.. Entretanto parecem limitar a criatividade dos artistas cristãos q desejam dedicar suas vidas, arte e obras em louvor a Deus, importando peças prontas e recriminando as manifestações culturais da nossa região, do nosso campo missionário que é o Brasil.


Se vc tem o desejo de empobrecer o louvor da sua igreja, basta eliminar qualquer uma dessas modalidades de louvor da lista dada por Paulo aos Efésios. Elimine o cântico e o resultado será uma igreja de intelectuais apreciadores de arte q por acaso são cristãos. Elimine os hinos e o resultado será uma igreja de crentes alienados apanhados em suas emoções pelos ritmos e balanços da música. Crentes influenciados pela própria alma e não pelo Espírito, de forma que não conseguem transmitir musicalmente a pronfundidade do amor de Cristo. Elimine os Salmos e perca grandes oportunidades de ganhar almas pra Jesus; sufoque os artistas da congregação e toda sua criatividade, dada por Deus, q poderiam estar a serviço do Reino.

Eis aqui 3 opções para para você empobrecer o louvor da sua igreja. Use com moderação.

1 Comments:

At 1:08 PM, Blogger Tamires said...

Concordo totalmente c o Caio,
Paulo nos deixa claro as 3 modalidades para o louvor da igreja...mas infelizmente certas igrejas deixam muito á desejar em certos pontos, ás vezes tem os melhores músicos...mas do que adianta se não tem Cristo no meio? Unção? Pois é...no nosso meio vem existindo verdadeiras estrelas..gente que só quer saber de se aparecer, sobem ao altar e não se importam em ter uma vida de santidade,uma vida correta aos olhos do Senhor, enquanto Pai está procurando verdadeiros adoradores que o adorem em Espírito e em verdade! Só Jesus p ter misericórdia! O louvor destes é pobre..pois não existe coração quebrantado..vida c Deus..não é adorador.. e falta principalmente os princípios q Paulo descreve! Que possamos entoar louvores sinceros e ricos ao Senhor! Este porém agrada o coração do Pai!
Bjs, fiquem c Deus!

 

Post a Comment

<< Home